Ache o que esta procurando aqui

Professores da rede estadual de Pernambuco receberão a revista em casa

. quinta-feira, 21 de maio de 2009
0 comentários

Como parte da política de valorização dos servidores, a secretaria de Educação do Estado está garantindo aos professores da rede, a assinatura anual da Revista Nova Escola. A ação, que vai beneficiar 26 mil profissionais, contribui para manter informados os docentes sobre o que acontece nacionalmente na área de Educação. O envio da revista teve início neste mês de maio.

Os professores da rede receberão a publicação em casa, de acordo com o endereço fornecido no Censo do Servidor, realizado em 2008 pela secretaria de Administração do Estado. Quem mudou de endereço, deve procurar a sua Gerência Regional de Educação (GRE) e preencher o formulário com os novos dados, anexando um comprovante de residência.

Além da Nova Escola, os servidores da Educação recebem ainda assinatura diária de um dos jornais locais. O endereço utilizado para entrega também é o que foi informado no Censo do Servidor.

Carteira de vacinação terá que ser apresentado no ato da matrícula ou na renovação do cadastro

.
0 comentários


A partir de agora é obrigatório apresentar a carteira de vacinação nas instituições públicas ou privadas de ensino, no ato da matrícula ou renovação do cadastro. A Lei 13.770, de autoria da deputada Nadegi Queiroz, foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) da última terça-feira (19).

A determinação foi recebida pela secretaria de Educação (SE) como uma ação positiva. ‘Ela vem assegurar que as crianças estejam em dia com a vacinação para que fiquem imunizadas de doenças que deixam sequelas. A lei é de uma grande relevância social e, por isso, vamos incluí-la nas normas de matrícula das escolas estaduais’, disse a secretária Executiva de Gestão da Rede, Margareth Zaponi.

‘Os que não tiverem a carteira de vacinação farão o cadastro, mas ficarão com a pendência de levar o documento posteriormente. No ato da matrícula vamos encaminhá-lo para o posto de saúde mais próximo’, explicou Zaponi, ao lembrar que, existe a possibilidade de uma parceria entre as secretarias de Educação e Saúde. ‘Assim, garantiremos o cumprimento da lei’, concluiu.

A lei deixa claro que será concedido o prazo de seis meses, a partir do cadastro do estudante, para que a carteira seja apresentada ou colocada em dia com a vacinação. Caso os responsáveis não compareçam a instituição no tempo determinado, ele será notificado para que no prazo de 30 dias a situação seja regularizada. Caso o problema persista, a escola deverá comunicar o caso ao Conselho Tutelar e/ou ao Ministério Público.

Confira a nova matriz curricular do Enem

. quinta-feira, 14 de maio de 2009
0 comentários

O Ministério da Educação (MEC) e o comitê responsável pela elaboração do novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) divulgaram, nesta quinta-feira (14), qual será a matriz de habilidades da prova que substituirá o vestibular das universidades federais (confira abaixo). O documento, que é um guia para orientar a elaboração dos itens da prova, foi aprovado na manhã desta quinta-feira, 14, pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed). Os reitores das universidades federais também já deram o aval para a utilização do instrumento.

Segundo o ministro Fernando Haddad, os conteúdos permanecerão os mesmos que são ministrados hoje pelo ensino médio, o que muda é a “forma de perguntar”.

CONFIRA:

A matriz está organizada nas quatro áreas que comporão o exame: linguagem, ciências da natureza, ciências humanas e matemática. Assim, a nova prova do Enem, que será aplicada em outubro, cobrará os mesmos conteúdos pedidos pelos atuais vestibulares, mas o formato da prova será diferente. Agora, os estudantes terão de usar mais a capacidade de raciocínio e compreensão do que de memorização. A expectativa é de que a nova concepção do Enem ajude a reestruturar o currículo do ensino médio.

“Não se está reinventando nada, até por respeito aos alunos que estão concluindo o ensino médio na forma atual. O que se aprovou, tendo por base os conteúdos, foi como abordar os conteúdos. A ênfase deixa de ser na memorização e passa a ser na capacidade de compreensão dos fenômenos da natureza, por exemplo”, disse.

Segundo Haddad, o novo formato não permite as “pegadinhas”, por exemplo, nem vai exigir que o aluno decore uma fórmula ou a data de um fato histórico. “O que ele precisa saber é como se desenrolaram os processos históricos e a implicação dos fatos na vida dos países”, disse.

Com a matriz definida, o Comitê de Governança do novo Enem, representado pelo MEC, reitores de universidades e secretários estaduais de educação poderão aprimorar as edições seguintes da avaliação. Para isso, serão criadas comissões temáticas, compostas por especialistas de cada área do conhecimento, que vão analisar o conteúdo a ser cobrado nas próximas edições.

CALENDÁRIO - Como já tinha sido determinado pelo MEC, a prova será nos dias 3 e 4 de outubro. Os estudantes que quiserem se candidatar às vagas de uma das instituições participantes devem necessariamente participar do exame que terá uma redação e 200 questões de múltiplas escolhas. Os testes serão de linguagens e códigos, matemática, ciências naturais e ciências humanas.


Professores da rede privada do Estado decretam estado de greve

.
0 comentários

Professores da rede privada de ensino do Estado decretaram estado de greve na manhã desta quinta-feira (14). A decisão foi tomada em assembleias realizadas simultaneamente no Recife, na sede do Sindicato dos Professores de Pernambuco (Sinpro/PE), em Caruaru, Serra Talhada, Petrolina e Araripina. As reivindicações da categoria foram rejeitadas pelos donos das escolas.

Devido ao novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), os professores reivindicam transformar as férias de julho em recesso. A categoria também pede a redução de 60 para 50 alunos por sala no Ensino do 5º ao 9º ano, e de 70 para 60 por sala no Ensino Médio. Eles também estão propondo que a primeira parcela do 13º salário seja paga no Dia do Professor, 15 de outubro, a antecipação do aviso prévio do dia 15 de dezembro para o dia 1 do mesmo mês, a garantia de direitos autorais no valor de materiais didáticos produzidos pelos professores, e o reajuste salarial de 12%.

» Professores do Recife podem deflagrar greve na próxima semana

Nesta sexta-feira (15) e nas próximas segunda (18) e terça (19), os professores vão fazer panfletagens nas escolas. Um nova assembleia está marcada para às 9h da quarta-feira (20), no Sindicato dos Bancários da Boa Vista, no Recife, onde a categoria vai decidir se irá deflagar a greve. A decisão foi tomada um dia depois dos professores da rede municipal também decretarem estado de greve.


O minisro da educação Haddad aprova proposta de obrigatoriedade do Enem

.
0 comentários

A partir do ano que vem, todos os estudantes da rede de educação pública podem ser obrigados a fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Atualmente, a participação na prova é voluntária. A proposta foi aceita nesta quinta-feira (14) pelo ministro da Educação, Fernando Haddad, durante reunião com membros do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) para definir as novas diretrizes do Enem para 2010. Segundo a proposta, só aqueles que fizerem a prova e tirarem notas acima de uma média estipulada pela secretaria de cada Estado terão acesso ao diploma do ensino médio.

De acordo com a presidente do Consed, Maria Auxiliadora Seabra, "o maior avanço da proposta é que o exame passará a ser uma base de comparação, de estatística, para avaliar o ensino das escolas públicas e monitorar o desempenho dos alunos". No entanto, para a medida entrar em vigor, o ministério deve avaliar se todos os estudantes do País têm acesso aos locais onde serão realizadas as provas. Haddad pediu um exame de logística para conferir a viabilidade da proposta. "O exame não é realizado em todas as escolas. Temos de conferir se há orçamento para financiar transporte e alimentação dos alunos", explicou Seabra.

O Ministério da Educação (MEC) e o Consed também aprovaram, nesta quinta-feira (14), as modificações por que passará a prova do Enem no ano que vem, divulgadas à imprensa ontem. O novo formato da prova deve ser mais focado na compreensão de problemas e vai banir questões que requerem a memorização de datas históricas ou fórmulas matemáticas. Outra decisão é o fim das questões com "pegadinhas" ou seja, que possam confundir os alunos, como anunciou ontem o ministro.

De acordo com Haddad, os conteúdos cobrados na prova serão os mesmos ensinados pelas escolas públicas no ensino médio. A diferença, definida em uma reunião realizada ontem entre reitores e o MEC, será na quantidade, menor, e na forma de desenhar as questões. "O que a matriz de conteúdos e habilidades vai dizer é 'o conteúdo é esse e vamos abordá-lo assim'", disse o ontem o ministro. "Mas vai deixar claro que o conteúdo é o atual, que está na estrutura curricular da maior parte dos Estados hoje.

Currículo

Haddad disse que o novo Enem não poderá ser aplicado durante o período de aula e terá datas e locais confirmados previamente. A proposta é que o exame faça com que o currículo do ensino médio norteie as provas de acesso ao ensino superior e não o contrário como Maria Auxiliadora acredita que esteja acontecendo. "Por meio do novo exame, será possível sentar à mesa com as universidades e propor mudanças tanto nos vestibulares como nos currículos dos cursos. Os professores devem estar adaptados ao conteúdo cobrado pelo novo Enem", afirmou.

Fonte: AE

Professores interessados em ministrar mini cursos poderão se inscrever até 22 de maio

.
0 comentários

A secretaria de Educação (SE), através da secretária Executiva de Desenvolvimento da Educação (SEDE), abriu inscrição para a seleção de projetos de mini cursos a serem ministrados durante o Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), de 20 a 24 de julho. Os projetos devem ser nas áreas de dança, teatro, música, literatura e artes visuais e a seleção é destinada aos professores e técnicos da educação básica da Rede Estadual de Ensino. O FIG acontece de 16 a 24 de julho.

Os professores interessados em participar da seleção terão até o dia 22 de maio, para inscreverem seus projetos de mini cursos. As inscrições serão feitas, exclusivamente, através de correspondência, via expressa pelos correios, postada até o último dia de inscrição para o endereço: Rua Siqueira Campos, 304 – 2º andar – CEP: 500010 – 010, Santo Antonio, Recife – PE. No envelope, que deverá ser lacrado, deve constar o seguinte título: Projeto Curso FIG 2009/Secretaria Executiva de Desenvolvimento da Educação, acompanhado dos seguintes documentos: projeto de mini curso e curriculum vitae do candidato do curso. O resultado da seleção dos projetos será divulgado neste site a partir do dia 29 de maio de 2009.

‘A proposta dessa iniciativa é enriquecer culturalmente os professores. Eles terão a oportunidade de participar dos seminários científicos e culturais do Festival de Inverno e de formação nas áreas das artes’, explica a gerente de Políticas de Educação Infantil e Ensino Fundamental, Zélia Porto.

Ainda segundo a gerente, o professor ou técnico responsável pelo mini curso selecionado receberá por hora aula ministrada conforme a titulação e legislação vigente, além de ajuda de custo para cobrir as despesas com hospedagem durante a realização dos mesmos.

Comunicado

Taxa de analfabetismo no Nordeste é quase o dobro da média nacional

.
0 comentários

As diferenças entre as regiões brasileiras também têm reflexo nas taxas de analfabetismo. Enquanto no Sul do país o percentual de analfabetos representa pouco mais da metade da taxa brasileira, atingindo 5,4% da população, no Nordeste o índice é quase o dobro da média nacional, 19,9%. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2007, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo especialistas, a relação existente entre analfabetismo e pobreza explica a maior incidência do problema nos estados nordestinos. “A pessoa pobre tem um acesso restrito à educação e a muitos outros direitos como saúde, habitação, saneamento básico. Então, onde há bolsões de pessoas de baixa renda, como no Nordeste, há bolsões de pessoas que não sabem ler e escrever”, explica o especialista em educação de jovens e adultos da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) no Brasil, Timothy Ireland.

Para tentar diminuir o contingente de analfabetos no Nordeste e, consequentemente, reduzir as disparidades regionais, o programa Brasil Alfabetizado, do Ministério da Educação (MEC), atende prioritariamente os municípios em que mais de 25% da população não sabe ler e escrever.

Este ano, participam do programa 1.928 pessoas. Desse total, 84% são da Região Nordeste. Entre os estados, o que concentra o maior percentual de analfabetos é Alagoas, onde um em cada quatro habitantes com mais de 15 anos não sabe ler e escrever.

"No Nordeste você tem um tipo de problema, no Sul, outro. Você tem problemas muito peculiares em cada região do país. Para cada uma delas é preciso uma estratégia específica. O Norte brasileiro sofreu uma migração forte nos últimos anos, então chegaram analfabetos”, aponta o secretário de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade do MEC, André Lázaro.

Fonte: Agência Brasil

Profissionais da rede estadual podem consultar informações no site da secretaria de educação

. domingo, 10 de maio de 2009
0 comentários

A secretaria de Educação do Estado (SE) publicou no Diário Oficial (DO) na sexta-feira (8), um conjunto de orientações para o preenchimento correto dos Diários de Classe do ensino Fundamental (anos iniciais) e Médio da rede estadual. O documento pode ser conferido no link abaixo e traz todas as informações sobre as competências da secretaria escolar e dos professores em relação aos dados. O diário de classe registra o planejamento e o desenvolvimento das atividades pedagógicas do professor e da vida escolar dos alunos, com o acompanhamento da aprendizagem e do desempenho. A caderneta deve conter a relação nominal dos estudantes (em ordem alfabética), observações sobre o rendimento, freqüência justificada e atitudes comportamentais, planejamento das aulas, registro dos conteúdos trabalhados em cada bimestre e as atividades ou projetos especiais.Para a gestora da escola Estadual Maciel Pinheiro, Lúcia de Souza, ‘a iniciativa foi excelente porque permite um nível maior de organização e acompanhamento de todo o planejamento pedagógico’. Ela ressalta que agora é possível ter o registro da trajetória e do rendimento do estudante. ‘Temos todo o histórico do aluno e do trabalho do professor. Isso representa um salto de qualidade’, afirma. São de competência da secretaria da escola preencher a capa com a identificação do ano; escola; professor componente curricular; série; turma; turno, dados que devem ser escritos a mão. Além dos dados iniciais do aluno, como: data de nascimento, dia da matrícula ou admissão, registro da distorção idade-série (se houver), de progressão parcial, de deficiência física ou mental, de dispensa em educação física (respeitando a legislação vigente), transferência, falecimento e frequência anual. Compete aos professores registrar as avaliações (provas ou atividades) realizadas em cada unidade, a média anual, a recuperação de aprendizagem, média final após a avaliação final e conselho de classe. Também cabe ao docente registrar a frequência ou ausência diária, descrevendo mensalmente a contagem das faltas que não podem ultrapassar 75%, do total das horas letivas do ano/ciclo/série/módulo/fase/anos de escolaridade. Outra competência do docente é relatar todo o planejamento pedagógico de acordo com a matriz curricular, definindo datas, objetivos, conteúdos previstos, situação didática e o número de aulas a serem ministradas, por bimestre. A caderneta tem espaço ainda destinado a anotações especiais sobre projetos e outras situações didáticas relevantes.

Pesquisa revela empregabilidade de ex-alunos da rede federal

. sábado, 9 de maio de 2009
0 comentários

Do total de alunos de nível médio que entre 2003 e 2007 estudaram em escolas técnicas federais, 72% estão empregados. Desses, 65% trabalham em sua área de formação. Os dados foram revelados por uma pesquisa inédita feita pelo Ministério da Educação junto a 2.657 ex-alunos de 130 instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. A alta absorção dos técnicos é acompanhada de outras boas avaliações como, por exemplo, a remuneração dos que estão empregados. Dentre os que trabalham, 59% acreditam que seu salário está na média do mercado e 11% acreditam receber mais que a média. Dos estudantes egressos da Rede Federal, público alvo da pesquisa, 84% cursaram o ensino médio em escola pública e 68% cursaram o ensino fundamental em instituições públicas. Interação - A pesquisa também trouxe dados sobre a interação das escolas técnicas federais com o arranjo produtivo local das regiões. O MEC orienta suas escolas a considerar o mercado local para definir a oferta de cursos técnicos. Dentre os empregados, 74% trabalham a 50 quilômetros de distância, no máximo, dos municípios onde fizeram seus cursos.A continuidade dos estudos e a adequação da formação profissional recebida também foram tema da pesquisa nacional de egressos dos cursos técnicos da rede federal de educação profissional e tecnológica. O percentual dos que qualificaram a formação recebida como boa e ótima foi de 90%. “Os resultados da pesquisa comprovam o grau de excelência da rede federal de educação profissional e tecnológica”, afirma Eliezer Pacheco, secretário de educação profissional do MEC. “Essa mesma rede, que se destaca nos exames oficiais de avaliação (Enem e Enade), agora demonstra a empregabilidade e inserção dos seus alunos em suas respectivas regiões de formação e a valorização profissional.”Assessoria de imprensa da SetecA pesquisa na íntegra pode ser acessada aqui.

Troque um parlamentar por 344 professores

.
0 comentários

Uma amiga me repassou um e-mail com notícias dos professores baianos, que como nós sofrem as angústias da desvalorização profissional.


Leia a seguir e quem sabe você não adere à proposta apresentada pelo mesmo?


"Prezado Amigo


Sou professor de física do ensino médio de uma escola pública em uma cidade no interior da Bahia e gostaria de expor à você meu salário bruto mensal: R$ 650,00.


Fico até com vergonha de dizer mas meu salário é de R$ 650,00. Isso mesmo! E olha que eu ganho mais que outros colegas de profissão que não possuem curso superior como eu e recebem minguados R$ 440,00.


Será que alguém acha com com salário assim, a rede de ensino poderá contar com professores competentes e dispostos a ensinar? Não querendo generalizar, pois ainda existem bons professores lecionando.


Atualmente a regra é esta: O professore faz de conta que dá aula. O aluno faz de conta que aprende. O governo faz de conta que paga a escola. Aprova-se o aluno mal preparado. Incrível mas é a pura verdade! Eu leciono porque sou um idealista e vejo a profissão como um trabalho social.


Mas nessa semana o soco que tomei na boca do estômago do meu idealismo foi duro!


Descobri que um parlamentar brasileiro custa para o país R$ 10,2 MILHÕES POR ANO. São os parlamentares mais caros do mundo. O minuto trabalhado custa ao contribuinte R$ 11,545.


Na Itália, são gastos com parlamentares R$ 3,9 milhões, na França, pouco mais que R$ 2,8 milhões, na Espanha cada parlamentar custa por ano R$ 850 mil, na vizinha Argentina, R$ 1,3 milhões.


Trocando em miúdos, uma parlamentar custa ao Brasil, aproximadamente 668 professores com curso superior!


Diante dos fatos, gostaria muito amigo que você divulgue minha campanha, na qual o lema será:


'Troque um parlamentar por 344 professores'


Como você vai votar depois de ler esta matéria?


Repassem, eu já aderi à campanha."

Autor: Professor Anônimo do interior da Bahia/Brasil

Professores fazem passeata pelo início das negociações

.
0 comentários

Após assembléia na quadra do IEP, os trabalhadores em educação decidiram seguir em passeata ao palácio do governo para cobrar o início do processo de negociação da pauta da campanha salarial educacional 2009, aprovada em 20 de março pela categoria .
Vestidos com a camisa do SINTEPE , que estampava a palavra de ordem da campanha da CNTE "O Piso é Lei. Faça Valer", cerca de 2000 trabalhadores em educação marcharam em defesa da imediata implantação integral do Piso, da democratização da gestão, e do atendimento às reivindicações contidas na Pauta.
Foram realizadas duas paradas durante o trajeto da passeata: Em frente ao CILDE, em protesto contra o autoritarismo da direção da escola que aplicou uma advertência por escrito ao professor Pedro Peres , com base no Estatuto dos Funcionários Públicos,em vigor desde 1968, acusando-o de ofender a política do governo do estado. A parada registrou que essa prática tem sido frequente nas escolas estaduais ,após a implantação do modelo de gestão empresarial; A segunda parada ocorreu em frente a Câmara de Vereadores , momento em que a categoria solidarizou-se com os professores do município do recife e de tantos outros municípios que lutam pela valorização profissional .
No Palácio do governo , a comissão composta por representantes do SINTEPE, movimento estudantil e da Associação de Pais de alunos de escolas públicas foi recebida pela Superintendente de Desenvolvimento de Pessoas , Ivaneide Dantas, e pelo Gerente de Política de Pessoal da Secretaria de adiministração, Júlio Jonas. Durante o encontro, além de relatar a motivação da passeata, o Sintepe entregou ao governo um Kit contendo ofícios que não foram respondidos,e relatou casos de abuso de gestores contra trabalhadores e estudantes.
As questões levantadas na reunião e a Pauta serão discutidas no próximo dia 12 de maio ,em encontro no gabinete do secretário de educação.
A próxima assembleia ocorrerá no dia 19 de maio , e até lá estaremos visitando os locais de trabalho e participando de plenárias regionais no interior do estado.

Dez mil vagas abertas para Projovem Urbano em PE

.
0 comentários

Estão abertas, até o dia 29 de maio, as inscrições para o Projovem Urbano que, inicialmente, vai atender cerca de 10 mil estudantes, de 18 a 29 anos, de 23 cidades pernambucanas que são alfabetizados, mas não concluíram o ensino fundamental. Os interessados devem ligar para a Central de Relacionamento do programa (0800 722 7777) e serão informados sobre o local onde poderão efetuar a matrícula.

O Projovem Urbano é um programa do Governo Federal e será executado em Pernambuco pela secretaria de Educação (SE), em parceria com as secretarias Especial da Juventude e Emprego e de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos. Ao todo, 23 escolas localizadas nos pólos: Agreste, Mata Norte, Metropolitana Sul e Norte estão preparadas para receber os candidatos, que deverão apresentar Certidão de Nascimento, Carteira de Identidade e CPF.

O curso começa em 1º de junho e tem duração de 18 meses, com aulas das disciplinas tradicionais do currículo, como português, matemática e inglês, além de noções de cidadania, capacitação em informática e qualificação profissional nas áreas de vestuário, agroextrativismo, turismo, telemática. Como incentivo cada jovem receberá auxílio mensal de R$ 100. ‘Para receber a bolsa os estudantes terão que cumprir 75% da carga horária do curso’, explica Genilson Marinho, coordenador do pedagógico estadual do Projovem.

Ele acrescenta que o programa visa elevar o grau de escolaridade por meio da conclusão do ensino fundamental, da qualificação profissional e do desenvolvimento de experiências de participação cidadã. ‘Queremos trazer essas pessoas de voltas às escolas e inseri-las no mundo do trabalho. No segundo semestre vamos chegar a 20 mil beneficiados’, revela.

UFPE Confirma o novo Modelo de Vestubular

.
0 comentários

Seguindo a tendência das outras instituições federais do estado, a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) também vai adotar o novo Exame Nacional do Ensino Médio como parte do vestibular 2010. O modelo escolhido pela UFPE, no entanto, é menos radical que os aprovados pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e pela Federal do Vale do São Francisco (Univasf), que adotaram o exame como etapa única e unificada. De acordo com o reitor Amaro Lins, o Enem vai substituir apenas as provas da primeira fase da Federal. A segunda fase será mantida e realizada pela Comissão de Vestibular (Covest), mas com algumas alterações. Entre elas a introdução de questões de língua estrangeira, com nível da primeira fase, para todos os candidatos. A decisão é uma forma de compensar a ausência desses conteúdos no Enem deste ano. Outra novidade é a gratuidade da taxa de inscrição para os alunos da rede pública.
Destaque Enem substitui primeira fase do vestibular da UFPE, mas segunda fase continua. Imagens: Inês Campelo/DP/D.A Press "Após a terceira reunião do conselho universitário, formado por 50 representantes acadêmicos, decidimos pela melhor opção no momento. Por 37 votos favoráveis e 10 abstenções, vamos ganhar em qualidade no nosso processo seletivo. A UFPE dará um salto", avaliou Amaro Lins. A nota total do fera será composta pelos resultados da prova objetiva do Enem (50%) mais o desempenho da 2ª fase. Essa etapa será formada pela soma dos acertos nas questões específicas mais a nota da redação feita em outubro no teste nacional. O bônus de 10% para os alunos da rede pública permanece. O cronograma do novo vestibular, com datas de inscrições e de provas, ainda não foi definido. O reitor descartou um dos principais temores dos vestibulandos do estado em relação ao novo sistema proposto pelo Ministério da Educação (MEC): o de perder vagas na concorrência com os alunos das regiões Sul e Sudeste, que tradicionalmente se saem melhor no Enem. De acordo com o MEC, será aberto um ranking nacional em que cada estudante participante do Enem terá direito a cinco opções de cursos. "Isso(invasão de alunos de outras regiões) não vai acontecer. Só concorrerão pelas vagas os alunos que se inscreverem pela Covest. Como não adotamos o Enem de forma integral, não vamos participar do cadastro nacional de instituições", justificou. As datas de inscrição e da realização das provas da 2ª fase serão discutidas por uma comissão acadêmica na próxima semana. A presidente da Covest, Lícia Maia, acredita que a 2ª etapa será realizada ainda em dezembro, após a divulgação dos resultados da prova objetiva do Enem. O resultado final deve sair até o final de janeiro. Gratuidade - Além da incrição para o Enem (R$ 35), o fera da UFPE terá que pagar uma taxa ainda não divulgada para se submeter às provas da 2ª fase da Covest. A exceção fica por conta dos alunos das escolas públicas, que terão gratuidade no valor cobrado. No ano passado, a inscrição custava R$ 90.

UFRPE adere a novo Vestibular do MEC

. quinta-feira, 7 de maio de 2009
0 comentários

A Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) anunciou, na tarde desta quarta-feira (6), que vai aderir à nova forma de seleção proposta pelo Ministério da Educação (MEC), que consistirá na prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como etapa única do vestibular. A Rural é a segunda universidade do Estado a anunciar a adesão, depois da Univasf, que se pronunciou na semana passada. O Conselho da Universidade Federal de Pernambuco deverá se reunir na próxima sexta-feira (8) para se posicionar sobre a questão.

De acordo com a pró-reitora de Ensino de Graduação da UFRPE, Maria José de Sena, depois de esclarecidas as principais dúvidas, o conselho da UFRPE tomou a decisão por unanimidade. Trinta conselheiros, de um total de 42 existentes, participaram da reunião extraordinária.

Com o novo critério de seleção, os estudantes farão a prova do Enem nos dias 3 e 4 de outubro e, depois de receberem o resultado, em 8 de janeiro, poderão se increver em até 5 cursos da mesma universidade ou de universidades distintas, escolhendo uma ordem de preferência. Os candidatos só podem escolher cursos de universidades que tenham adotado esse mesmo processo seletivo (Enem enquanto etapa única). De acordo com o desempenho e com as opções de cada aluno, as instituições de ensino realizarão as matrículas até o dia 15 de fevereiro de 2010. O Enem, que até o ano passado contava com 68 questões, agora terá 200.

O reitor da Universidade, Walmar Correia de Andrade, adiantou que a nova seleção promoverá mudanças na mentalidade com a qual os alunos ingressam na universidade "Hoje, o aluno é treinado para ter acesso à universidade, e não para viver a universidade. Nós queremos alunos capazes de criar soluções para as questões do dia a dia, e não apenas para o vestibular", ressaltou.

Com a adoção do Enem como critério de seleção, os estudantes de escolas públicas passam a ser isentos de taxas para o vestibular, já que o exame já previa tal isenção. No entanto, não haverá vagas para cotistas, uma vez que a universidade nunca adotou as cotas. Será mantido o bônus de 10% na nota para alunos moradores das regiões de Garanhuns e Serra Talhada que se inscreverem para cursos desses câmpus.

Além das mudanças na seleção, a Universidade Rural confirmou a criação de dois novos cursos a partir de 2010: o curso de educação física, que será diurno e contará com 80 vagas, e o curso de ciência da computação, também com 80 vagas, que funcionará à noite.

MEC quer ampliar carga horária do ensino médio

.
0 comentários

O Ministério da Educação (MEC) planeja aumentar a carga horária do ensino médio em 25%, passando das atuais 2.400 horas para 3 mil por ano. Dessas 600 horas a mais, 120 poderão ser usadas para disciplinas de livre escolha - desde aulas a mais de matemática ou português, até teatro, música, artes ou esportes.

A proposta, encaminhada ao Conselho Nacional de Educação (CNE), servirá de subsídio para Estados que desejam alterar o atual modelo de ensino médio, considerado ultrapassado pelo ministério.

O MEC não tem o poder de definir a estrutura do ensino médio, uma atribuição dos Estados. Nacionalmente é determinado pelo CNE um currículo mínimo e as diretrizes nacionais, que mostram o que um estudante precisa saber depois de três anos de estudo.

A intenção é induzir Estados a saírem do atual modelo, dividido em disciplinas, para uma forma mais flexível. Para isso, o ministério pretende que o CNE aprove as propostas de alterações de diretrizes com as recomendações de mais horas-aula, disciplinas eletivas e uma formulação mais livre, com o currículo organizado em núcleos temáticos.

De acordo com o diretor de concepções e orientações curriculares para educação básica do MEC, Carlos Artexes, as disciplinas não necessariamente desaparecerão, mas a ideia é que sejam aproximadas por área de conhecimento.

Atualmente, o ensino médio tem a maior evasão da educação básica. Além das novas diretrizes o ministério deverá entrar com recursos. Até o final deste ano, a intenção é assinar convênios para pilotos de novos modelos com os Estados interessados. Até agora, o MEC tem recursos para financiar cem escolas com as menores notas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Fonte: AE

Dez mil vagas abertas para Projovem Urbano em PE

. quarta-feira, 6 de maio de 2009
0 comentários


Estão abertas, até o dia 29 de maio, as inscrições para o Projovem Urbano que, inicialmente, vai atender cerca de 10 mil estudantes, de 18 a 29 anos, de 23 cidades pernambucanas que são alfabetizados, mas não concluíram o ensino fundamental. Os interessados devem ligar para a Central de Relacionamento do programa (0800 722 7777) e serão informados sobre o local onde poderão efetuar a matrícula.

O Projovem Urbano é um programa do Governo Federal e será executado em Pernambuco pela secretaria de Educação (SE), em parceria com as secretarias Especial da Juventude e Emprego e de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos. Ao todo, 23 escolas localizadas nos pólos: Agreste, Mata Norte, Metropolitana Sul e Norte estão preparadas para receber os candidatos, que deverão apresentar Certidão de Nascimento, Carteira de Identidade e CPF.

O curso começa em 1º de junho e tem duração de 18 meses, com aulas das disciplinas tradicionais do currículo, como português, matemática e inglês, além de noções de cidadania, capacitação em informática e qualificação profissional nas áreas de vestuário, agroextrativismo, turismo, telemática. Como incentivo cada jovem receberá auxílio mensal de R$ 100. ‘Para receber a bolsa os estudantes terão que cumprir 75% da carga horária do curso’, explica Genilson Marinho, coordenador do pedagógico estadual do Projovem.

Ele acrescenta que o programa visa elevar o grau de escolaridade por meio da conclusão do ensino fundamental, da qualificação profissional e do desenvolvimento de experiências de participação cidadã. ‘Queremos trazer essas pessoas de voltas às escolas e inseri-las no mundo do trabalho. No segundo semestre vamos chegar a 20 mil beneficiados’, revela.

Secretaria abre 1.081 vagas para técnicos e docentes para os projetos Gestar II e Projovem do Campo

. sexta-feira, 1 de maio de 2009
0 comentários

A secretaria de Educação (SE) publicou, na quarta-feira (29), no Diário Oficial do Estado, a portaria conjunta com a secretaria de Administração (ver link abaixo), que autoriza a contratação temporária de docentes e técnicos. A seleção simplificada contemplará os projetos especiais de elevação de escolaridade, ampliação de aprendizagem, formação e qualificação profissional: Gestar II; e Projovem do Campo/Saberes da Terra.

Os candidatos interessados poderão se inscrever no período de 05 a 07 de maio, nas sedes das 17 Gerências Regionais de Educação do estado. Ao todo serão contratados 1.081 profissionais de nível médio e superior. Das vagas existentes 155 serão destinadas ao Gestar II e 926 para o Projovem do Campo, dessas 3% serão reservadas a portadores de deficiência.

As contratações terão duração de um ano e serão realizadas através de seleção simplificada que tem como critério de contratação a avaliação da experiência profissional, a análise de títulos adquiridos e entrevista técnica, esta último será apenas para os candidatos ao projeto Projovem/Saberes da Terra.

O resultado final será divulgado, dia 26 de maio, nas GRES e neste site. Após essa data terá início o processo de convocação dos aprovados. Mais detalhes no edital.


Portaria Conjunta nº 35

Divulgado resultado final dos Profissionais da Educação Básica que irão trabalhar nas GREs e na SEDE

.
0 comentários

A secretaria de Educação divulgou nesta quinta-feira (16) o resultado final (ver no link abaixo) do processo de seleção para professores tutores do Programa de Formação Inicial em Serviço dos Profissionais da Educação Básica dos Sistemas de Ensino Público – Profuncionário. Os profissionais ocuparão as 55 vagas distribuídas nas 17 Gerências Regionais de Educação (GREs). O resultado está sendo divulgado após prazo de recurso realizado na última segunda-feira (20).

O Profuncionário é um curso de educação a distância, em nível técnico, voltado para os trabalhadores que exercem funções administrativas nas escolas das redes públicas estaduais e municipais. Como compromisso, o professor tutor tem que cumprir o regulamento do Programa Profuncionário e permanecer por no mínimo 16 meses. Os selecionados serão contemplados, conforme titulação e legislação vigente, por horas-aula de tutoria e ajuda de custo para cobrir as despesas com deslocamento, durante o tempo de formação.

O Profuncionário, que em Pernambuco atende a mais de 1,4 mil profissionais lotados nas escolas municipais e estaduais com nível médio completo, é desenvolvido pelo MEC, Conselho Estadual de Educação (CEE), Secretaria de Educação (SE).

Resultado Final

Cursos técnicos abrem 4.559 vagas

.
0 comentários

A partir de agosto, 4.559 estudantes ingressarão no ensino profissionalizante no Estado. É o número de vagas abertas pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente do Estado (Sectma) para 27 cursos presenciais e a distância. As inscrições acontecem até o dia 24 deste mês na página www.upenet.com.br e a taxa custa R$ 15. A prova está marcada para 14 de junho e o listão com os aprovados sai até dia 30 do mesmo mês.

Os cursos são gratuitos e voltados à vocação econômica de cada um dos 20 municípios. No Centro Tecnológico do Agreste (Caruaru), 64 pessoas poderão assistir às aulas de técnica em gestão de lavanderia industrial, já que a cidade encontra-se no polo de confecção.

O Recife concentra a maior parte das vagas (1.310), divididas entre a Escola Técnica Professor Agamenon Magalhães (Etepam), na Zona Norte, e a Almirante Soares Dutra, no Centro. Na Etepam, cuja reforma foi concluída este ano, um dos oito cursos é o de manutenção e suporte em informática.

Na modalidade presencial, há 2.774 vagas para todo o Estado, disponíveis nas escolas técnicas e centros tecnológicos estaduais. Esses terão aula de segunda a sexta-feira. Os cursos a distância, por sua vez, aceitarão 1.785 novos estudantes em 19 centros. Tutores repassarão o conteúdo por meio de recursos como internet, vídeo, CD-ROM e material impresso.

UFPE decide na próxima semana se vai adotar o Enem

.
0 comentários

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) vai decidir, na próxima semana, se irá adotar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como etapa única do vestibular de acordo com o novo modelo proposto pelo Ministério da Educação (MEC). A Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) já adotou o modelo.

Haddad Afirma que Recursos Para o Ensino Médio é Insuficiente

.
0 comentários

A discrepância entre as notas das escolas particulares e públicas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) explica-se em parte pelo baixo investimento feito na rede pública de ensino. Foi o que avaliou o ministro da educação Fernando Haddad. Os dados do Enem 2008 por escola foram divulgados nesta quarta-feira (29) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixera (Inep).

Em 2007, o investimento público em educação foi de R$ 1.500 ao ano por aluno do ensino médio. “O ensino médio teve um incremento muito importante por parte dos governos estaduais, com aumento de 50% de 2005 para 2007. Mas ainda é muito pouco, o que é investido anualmente praticamente se compara a uma mensalidade das melhores escolas particulares do país.”

Para o ministro, as escolas particulares e as públicas federais já atingiram as metas previstas no Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE). Ele prevê que todas as escolas do país tenham média 6 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

“Elas tem uma média que é a meta do PDE para o país no seu conjunto. Se verificarmos os indicadores de qualidade das públicas federais e das particulares, elas estão num patamar bastante elevado, comparável aos dos países mais ricos do mundo, o que não ocorre com as escola públicas estaduais”, afirmou. Para ele, a aferição bianual do Ideb permite monitorar a evolução da rede pública.

Haddad voltou a defender que o novo Enem como forma de seleção para as universidades federais será capaz de melhorar a qualidade do ensino médio. “Por contemplar conteúdos da grade curricular do ensino médio, o novo Enem vai orientar o trabalho das escolas, assim como a Prova Brasil teve efeito sobre o ensino fundamental. Hoje essas escolas conseguem organizar o trabalho em sala de aula pela matriz da Prova Brasil”, disse.

Fonte: Agência Brasil

Meu Perfil

Minha foto
Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco, Brazil
Tenho 15 salas e comporto cerca de 2011 alunos,com turmas que vão dos 6ºAno do ensino Fundamental à 3º série do ensino Médio,Trabalho com projetos como: travessia e Escola Aberta pára nossos alunos e a comunidade, ou seja, formamos uma família e tanto.

Comentários Recentes

Equipe Gestora

  • Maria de Lurdes
  • Aliete Ferreira
  • Rilda Soares

Professores "Exatas"

  • André Ricardo
  • Andréia Kátia
  • Cibele Ollegário
  • Dione Figueira
  • Edilson
  • Edmo Soares
  • Ernani Joaquim
  • Fernando Correia
  • Inaldo Xavier
  • Josilane Rodrigues
  • Juranildo
  • Maria Betânia
  • Maria dos Prazeres
  • Marineide de Araújo
  • Maviael Frazão
  • Simone Barbosa
  • Vamberto Sérgio

Professores "Humanas"

  • Adriana Domingos
  • Aguinaldo
  • Aliene Maria
  • Aliete Ferreira
  • Aliete Santos
  • Ana Cristina
  • Ana Paula
  • Antonio Haleyson
  • Cláudia Coelho
  • Denis
  • Dione Maciel
  • Dênio David
  • Ediel Marques
  • Edna Veloso
  • Emanuel marinho
  • Euclides Barros
  • Feliciano
  • Helen
  • Janaína Carla
  • Jocemar Aládio
  • Josefa Suzana
  • Josiane Francisca
  • José Alberto
  • joão Júlio
  • Lindalva Ferreira
  • Luciana Gabriela
  • Mabel Batista
  • Maria de Fátima
  • Maria Guedes
  • Mércia Izabel
  • Odilene Izidoro
  • Sintia Maria
  • Ueudja
  • Vanessa
  • Wellington da Silva

Professores "Travessia"

  • Ademir
  • Alexandre
  • Andréa Ferreira
  • Helenilda
  • Karina Rogéria
  • Kátia Cristina
  • Luiz Gonzaga
  • Maria dos Prazeres
  • Maria Jose
  • Maria Ubirailza
  • Moema Estelita
  • Patricia
  • Rozana Barbosa
  • Simone barbosa